Vamos falar sobre racismo?

Acompanhando inúmeras conversas em muitos grupos de apoio à adoção, me dei conta de que muitos adotantes que aceitam crianças negras ainda não entenderam muito sobre racismo. A grande maioria acredita que o fato de não ter preconceito é o suficiente para blindar os filhos diante da ignorância da sociedade.
Infelizmente isso não chega nem perto de ser verdade. Vejo muita gente falando que os filhos são bem tratados em todos os lugares e que nunca sofreram uma discriminação por causa da cor da pele.
Em primeiro lugar, enquanto são pequenos e saem acompanhados de seus pais brancos, a tendência é que outros brancos tenham o mínimo de cuidado e respeito.
Em segundo, racismo não é apenas quando alguém ofende ou humilha, vai muito além disso. Aquele olhar de comparação, aquela pessoa que comenta que seu filho é negro MAS é lindo, aquela que fala que ele nem é TÃO negro, aquela que sutilmente faz carinho no cabelo da criança para ver se o cabelo é duro, e muitas outras “coisinhas” que acabam passando desapercebidas mas que influenciarão, e muito, na formação da auto imagem da criança.
Se você adotou ou está disposto a adotar uma criança negra, comece hoje a estudar, conheça tudo sobre a história e a cultura para que possa ensinar seu filho a ter orgulho de si. Aprenda a valorizar um turbante, um black, a fazer twist e tranças, porque é você que vai ter que mostrar a ele o quanto seus cabelos são lindos.
E um cuidado essencial, seu filho tem que ter referências de pessoas iguais a ele na escola, no esporte, na música, etc. Não adianta dizer a ele que pode tudo e só apresentar os brancos de sucesso, isso também é racismo!
E para quem achar que estou exagerando só peço que preste mais atenção à sua volta e nas próprias atitudes. O racismo existe e precisa ser mostrado, discutido e quem sabe assim um dia exterminado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *